#dehappyabad | DJ libriano fã de A Feiticeira



Genesttra atualizou seu perfil no #dehappyabad, plataforma digital de relacionamento para os corações trincados, sempre bom ter com quem conversar e fazer novas amizades. Ele havia esquecido de colocar no perfil suas séries preferidas, agora o perfil está completo.


Revisou algumas vezes, pensando se deveria alterar algo, adicionar ou excluir alguma informação. Será que a frase está criativa? Essa parte ele tinha certeza. Então, surgiu uma mensagem de SMS em seu celular, sem remetente, contendo apenas com uma frase:

Eros, cum dilectione mea cor tuum imple

Ele achou estranho, pois se não era a operadora do celular ou o banco, quem estaria enviando SMS em pleno 2020? Sem dar tanta importância, abriu sua playlist favorita e deitou, mergulhando em pensamentos diversos.


Eros, deus do amor e do erotismo, estava em um misto de ócio e reflexão quando escutou o canto entoado por um coração humano. Dos céus ele buscou o dono da melodia ritmada e, após um tempo na busca, avistou a criatura. O DJ libriano estava em casa ouvindo Art Deco da Lana Del Rey.


A divindade, quase que esquecida pela humanidade, queria ir até o humano, mas precisava ser invocada. Sendo assim, magicamente fez conexão com a tecnologia e enviou as palavras do chamado para o também designer, que ao ler o SMS, fez-se ponte com o ser. Eros foi até o humano e se apresentou, o que gerou susto, receio e descrença.


No entanto, passado a agitação da surpresa o diálogo ganhou espaço. O deus contou que o amor é arte, assim como a música. Que cada encontro entre as pessoas gera um sentimento que possui letra, ritmo e melodia. Desabafou ao dizer que o amor tornou-se objeto vendido e descartado com muita facilidade, em toda parte.


- Criatura, ouvi o chamado do seu coração e vim. Gostaria de conversar contigo e quem sabe ser útil ao seu coração de alguma forma. Deixe-me lhe perguntar: o que é o amor para você?

Pra mim o amor é um sentimento que envolve vários sentimentos. Não tenho coragem de definir amor a apenas uma coisa e sim um coletivo de sensações e desejos que levam cada ser humano a interpretar seu "tipo" de amor.

- Conte-me, como foi que se apaixonastes pela primeira vez?

Acho que foi na escola, quando pequeno, uma paixão não correspondida. Até porque fugia da realidade kkkkkkkkk sou muito libriano, então já me apaixonei diversas vezes.

- Faço-lhe outra pergunta. Caso tenha ocorrido, de que forma descobristes o amor?

Depende do tipo de amor. Mas encontrei o amor por mim mesmo, por exemplo, quando me conheci, encontrei meus potenciais, descobri que sou forte por viver tudo que a vida meu deu como oportunidade de aprender e evoluir como ser humano.

- Fiquei intrigado. Para você, qual a diferença entre a paixão e o amor?

Pra mim a paixão é um encanto, uma novidade, é o início. E o amor é a certeza, é querer o bem, o conhecimento profundo. Dura pra sempre. O tipo de amor que pode mudar mas nunca vai acabar. - Os seres humanos são engraçados. Fiquei interessado em você e gostaria de ouvir suas histórias. Por favor, me diga uma coisa bela que aprendestes com seus relacionamentos.

Pra aprender e perceber o que eu fazia de errado numa outra relação, tive que me relacionar com uma pessoa que tinha as mesmas atitudes que tive no passado e só assim consegui aprender. Com isso, pude ajudar e aconselhar quem estava tendo essas atitudes e pude adotar esses conselhos pra minha vida. E esse exemplo serve pra qualquer tipo de relacionamento. Acho que todo mundo merece uma chance de aprender.

- O amor, assim como a rosa que és linda e perfumada, também possui espinhos. Então, qual aprendizado doloroso você teve através de suas aventuras amorosas?

Nunca jogar no colo de alguém uma responsabilidade afetiva. O amor não deve depender de outra pessoa a não ser você, é um sentimento que antes de ser coletivo e/ou compartilhado, deve surgir de forma individual. . - Entendi. Quantas coisas. Agora uma brincadeira rápida: se o seu coração fosse transformado em uma criatura mágica, baseada em suas experiências com o amor, qual criatura seria e por quê?

Amei kkkkk Provavelmente uma feiticeira. Eu amo me encantar e ser encantado, hipnotizar e ser hipnotizado, enfeitiçar e ser enfeitiçado. . - Eu vim conversar contigo porque vejo que o mundo mudou muito. As pessoas passaram a ver a paquera, o romance, o amor e o sexo de formas diferentes, nem sempre com verdade. Então, me diga: com tudo que você vivenciou e aprendeu com amores passados, como você se sente em relação a viver um novo amor?

Feliz pelo universo estar me dando mais uma oportunidade de amar, até porque muita gente não tem esse privilégio.

- Que interessante! Adorei nossa conversa e estou cheio de reflexões, mas preciso retornar. Gostaria de levar uma mensagem sua sobre o amor para outras pessoas, qual mensagem seria? Antes de amar, se ame e assim você sentirá uma profunda gratidão por todo gesto de amor que você estará disponível pra dar, perceberá todo amor que está em sua volta e que às vezes você nunca conseguiu enxergar. A gente só reconhece um sentimento a partir do momento que primeiramente nos damos oportunidade de sentir.



Eros retornou aos céus e você ficou sabendo um pouco sobre as alegrias e dores que Genesttra vivenciou através do amor em seus relacionamentos. Ele foi, mas como é curioso, logo irá retornar para conversar com outra pessoa sobre suas aventuras amorosas.

0 visualização